O fundo do posso para os sites em Flash

O fundo do posso para os sites em Flash

Navegador Chrome deixará de aceitar sites com tecnologia Flash

Cada dia é mais importante ter um site usando das tecnologias  e linguagens mais modernas, não só para serem mais amigáveis aos usuários, mas para serem “aceitos” pelos browser, pelas maquinas de busca e pelos Smartfones e Tablets do mercado.

O Google lançou um plano para reduzir drasticamente o suporte do seu navegador de internet, o Chrome, a sites que ainda usam o Adobe Flash Player, tecnologia usada principalmente em animações e recursos multimídia. O Flash há tempos é considerado, pelo mercado, tecnicamente defasado e vulnerável a ciberataques. Agora, o navegador vai perguntar se o usuário quer abrir o Flash quando abrir uma página. É mais um passo em direção ao fim do suporte ao formato. A proposta, chamada “HTML 5 por Padrão”, pretende priorizar o uso do HTML 5 no lugar do Flash, incentivando desenvolvedores de sites a preferirem esse tipo de programação.

Veja os cinco pontos defendidos pelo documento do Google:

  • Se um site oferece uma experiência de uso em HTML5, esta será adotada como experiência padrão no Chrome;
  • Quando um usuário encontrar um site que precisa de Flash Player, um alerta irá aparecer no topo da página, dando ao usuário a opção de permití-la no site;
  • Se o usuário aceitar o alerta, o Chrome irá anunciar a presença do Flash Player e atualizar a página;
  • O Chrome vai salvar a configuração do usuário para esse domínio nas visitas seguintes;
  • Para evitar o excesso de alertas aos usuários, inicialmente lançaremos uma “lista branca” dos 10 principais sites (com base na métrica de uso agregado). Esta lista vai expirar após um ano.

 

A própria Adobe já encerrou o uso do editor Flash Professional e anunciou o substituto do Flash, o Animate, recomendando aos desenvolvedores que priorize o uso deste último.

Share